Ryuutama

Ryuutama: Um RPG de Fantasia Natural que você deveria jogar!

Ryuutama é um RPG de mesa que traz uma uma experiência mágica e que transporta os jogadores para um mundo de fantasia natural. Dessa forma, a beleza das jornadas e a simplicidade das aventuras cotidianas ganham vida. Criado pelo designer japonês Atsuhiro Okada, Ryuutama se destaca por sua abordagem única e que lembra os filmes do Studio Ghibli e os clássicos RPGs eletrônicos.

Neste jogo, os personagens não são heróis épicos ou poderosos magos, mas sim padeiros, fazendeiros, lojistas e curandeiros que decidem explorar o mundo em busca de novas experiências. Essa perspectiva inovadora traz uma sensação de “honobono” — sensação de calor, conforto ou felicidade — que é rara em outros RPGs que pensam em ataques, guerras, suspense ou terror. Os demais jogos geralmente pensam em ir daqui até ali para vencer um monstro ou inimigo. Já Ryuutama traz a beleza da jornada e revela a sutil simplicidade.

Ryuutama chega ao Brasil pela Editora Huginn & Muninn e celebra um marco importante para os fãs de RPG. Sua chegada é tão esperada que quando estávamos no Diversão Offline 2024, gravando com o Lobo para saber das novidades, o estoque acabou e nem vimos! Fomos pegar um livro para mostrar e já não tinha mais. Assista aqui a nossa risada está impagável.

Agora, neste post quero compartilhar contigo um pouco do universo de Ryuutama e te contar o motivo pelo qual você deve jogar este RPG pelo menos uma vez na vida! Igual aos aventureiros da história que escolhem pelo menos uma vez na vida explorar o mundo. Vamos mergulhar nessa narrativa envolvente? Se quiser, capítularizei para você encontrar a informação que quer mais rápido deste RPG de Fantasia Natural.

Arte interna do livro de Ryuutama

Cenário de Ryuutama

Como já comentei anteriormente, Ryuutama nos transporta para um mundo de fantasia natural, onde a beleza da natureza durante a jornada e a simplicidade das aventuras cotidianas são celebradas. Com uma estética que lembra os filmes do Studio Ghibli, você se joga em um universo exuberante. O mundo é vasto com paisagens que variam de florestas exuberantes a desertos áridos, de montanhas nevadas a campos floridos. Cada cenário é descrito para evocar uma sensação de admiração.

A criação e manutenção do mundo de Ryuutama são atribuídas aos Dragões Sazonais. Esses dragões primordiais representam as quatro estações do ano e são responsáveis por manter o equilíbrio e a harmonia da natureza. Cada dragão possui características únicas que influenciam o ambiente e as aventuras dos personagens. Por exemplo, o Dragão da Primavera (Primaveril) pode trazer flores e renascimento, enquanto o Dragão do Inverno (Invernal) pode trazer neve e desafios rigorosos.

Os 24 dragões de Ryuutama

Cada Dragão Sazonal deu origem a novos dragões de climas e de terra. Dessa forma, a presença destes dragões podem resultar em mudança do ambiente. Por exemplo, podemos ter um Dragão-da-Pradaria que cultiva todo um local, criando árvores e plantas por onde passa. Sua energia dracônica, se assim posso dizer, tem a função de cultivar. Já o Dragão-da-Areia forma um ninho e pode alterar todo o ambiente ao seu redor para ter tempestades de areia, criar dunas quentes e até miragens para os aventureiros.

Além dos Dragões de Terra, há também os Dragões de Clima, que já não se fixam tanto e levam a chuva, o sol, a tempestade ou a neve por onde passam.

A Jornada em Ryuutama

Em Ryuutama, a jornada é mais importante do que o destino final. As aventuras são centradas em personagens comuns e na exploração, na descoberta e nas interações entre os personagens e o mundo ao seu redor. Cada viagem é uma oportunidade para aprender, crescer e criar memórias inesquecíveis. Portanto, os desafios enfrentados ao longo do caminho, como condições climáticas adversas e terrenos difíceis, são superados através da cooperação e engenhosidade dos personagens.

Um dos aspectos importantes desta jornada é a criação colaborativa do mundo em Ryuutama. Pois, neste jogo o Mestre de Jogo trabalha junto com os Jogadores para construir o cenário e as cidades que os personagens visitarão. Dessa forma, aumentando a riqueza de experiências e personalização. Além disso, o próprio mestre tem seu personagem o Ryuujin que auxilia (ou não) os personagens na história.

A função do Ryuujin é documentar a história destes aventureiros em um diário que serve de “alimento” para os Dragões Sazonais. Eles se alimentam dessas histórias/memórias para continuar a expansão do mundo. Portanto, você como jogador nada mais faz do que se aventurar para expandir o mundo.

Estética e Cultura Nipônica

A magia em Ryuutama é inspirada na cultura nipônica, com feitiços que vão além do combate e se concentram em efeitos criativos e temáticos. Os feitiços sazonais, por exemplo, permitem que os personagens manipulem os elementos da natureza de maneiras únicas e encantadoras, como criar uma tempestade de neve ou fazer flores desabrocharem instantaneamente.

Criação de Personagens

Criar um personagem em Ryuutama é envolvente, criativo e simples. Sim, simples! Você conseguirá criar personagens únicos e que sejam memoráveis. Inclusive, o fato de serem pessoas comuns traz uma proximidade muito amorosa e calorosa. Portanto, aquela história de heróis épicos ou magos poderosos, não existe em Ryuutama. Aqui você será um padeiro que decidiu que nessa temporada seria uma boa viajar para melhorar os laços com familiares, para fazer uma descoberta de um novo ingrediente ou até porque algumas pessoas estão morrendo por comerem seu pão. Esse flavour vai depender do Dragão que escolherem no início da jornada.

Mas bora entender a simplicidade do jogo!

Ficha de Personagem de Ryuutama

Escolha da Classe

A primeira parte é escolher uma das 7 classes disponíveis no jogo. Cada uma conta com suas próprias habilidades e talentos únicos!

  • Menestrel: Especialistas em inspirar e entreter, os menestréis usam suas habilidades artísticas para apoiar seus companheiros. Podem ser dançarinos, músicos ou até poetas. Seus talentos envolvem: Viajado, Conhecimento da Tradição e Música.
  • Mercador: Mestres do comércio e da negociação, os mercadores são hábeis em obter recursos e fazer trocas vantajosas. Podem ser donos de loja, líder de caravana ou comerciante. Seus talentos são: Eloquente, Dono de Animal e Negociante.
  • Curandeiro: Focados em cuidar e curar, os curandeiros possuem habilidades que ajudam a manter o grupo saudável. São os alquimistas, herbalistas, médicos ou enfermeiros. Seus talentos são: Cura, Primeiros Socorros e Coletas de Ervas.
  • Caçador: Especialistas em sobrevivência e rastreamento, os caçadores são essenciais para encontrar alimentos e evitar perigos. Podem ser caçadores de monstros, armadilheiros ou caçadores. Por isso, seus talentos são: Rastreio de Animais, Captura e Caça.
  • Artesão: Habilidosos em criar e reparar itens, os artesãos podem fabricar equipamentos úteis para a jornada. Sapateiros, chapeleiros, cozinheiros ou armeiros, são exemplos de Artesão. Seus talentos envolvem: Captura, Artesanato e Reparo.
  • Fazendeiro: Mestres da terra, os fazendeiros têm habilidades que ajudam na colheita e no cultivo de recursos. Podem ser agricultores ou pecuaristas, por exemplo. Seus talentos são: Robusto, Ofício Paralelo e Dono de Animais.
  • Nobre: Líderes naturais, os nobres possuem habilidades que inspiram e motivam seus companheiros. Podem ser cavaleiros, samurais e outras funções da nobreza em épocas medievais. Seus talentos são: Etiqueta, Finesse Marcial e Educação Refinada.

Depois da escolha da classe, os jogadores devem definir qual o tipo de personagem.

Tipo de personagem de Ryuutama

Existem três tipos de personagem em Ryuutama que são simples, mas combinado com sua classe enriquecem o estilo do personagem.

  • Atacante: Focado em habilidades de combate e força física.
  • Técnico: Especializado em habilidades práticas e técnicas.
  • Mágico: Capaz de usar feitiços e magia para resolver problemas e enfrentar desafios.

A escolha do tipo de personagem determina a aptidão do personagem em lidar com diferentes situações e perigos ao longo da jornada. Enquanto o Atacante tem foco em arma, combate e resistência, o Mágico já decide se usa magia sazonal ou arcana e tem habilidades relacionada a vontade, ao seu grimório ou a magia sazonal.

Os Atributos e Valores Iniciais em Ryuutama

Os atributos representam, assim como em qualquer outro RPG, algumas das características principais do personagem. Dessa forma, conseguimos avaliar o que é importante para o jogo ao analisar os atributos. Em Ryuutama temos quatro atributos principais:

  • Força [FOR]: Representa a força física e a resistência do personagem.
  • Destreza [DES]: Reflete a agilidade e a coordenação motora.
  • Inteligência [INT]: Mede a capacidade de raciocínio e conhecimento.
  • Espírito [ESP]: Indica a força de vontade e a resistência mental.

Os jogadores distribuem valores numéricos a esses atributos, que variam de um d4 a um d12 em circunstâncias normais. Porém, no início da jornada o valor mais alto deve ser 8. Portanto, alocando 4, 6 ou 8 nos atributos.

Os valores dos Atributos determinam os dados que serão rolados em testes e desafios ao longo do jogo. Por exemplo, o personagem quer subir em uma árvore para colher algumas frutas. O Mestre de Jogo pode pedir um teste para validar se ele consegue. Assim, seu teste será de [FOR]+[DES], se o jogador possui [FOR:6] e [DES:4], ele rolará 1d6 + 1d4 e o resultado será comparado em uma tabela de dificuldade. Neste exemplo, o máximo que o jogador conseguiria seria 10, que é o suficiente para uma tarefa difícil. Porém, conhecemos as regras das probabilidades, não é mesmo?

Aliás, percebe a simplicidade dos testes e o foco narrativo que facilita qualquer jogador novato a jogar Ryuutama e apreciar essa viagem?

Valores Iniciais Extras

  • Ponto de Vida = [FOR]x2
  • Pontos Mentais = [ESP]x2, os PMs são usados para as magias.
  • Capacidade de Carga = [FOR]+3

Lembrando que esses valores podem alterar conforme o personagem sobe de nível.

Arma e Item Pessoal

Cada personagem escolhe uma arma dominada, que é a arma com a qual tem mais habilidade. Por exemplo, o personagem pode ser bom com uma arma de haste, uma lança. Ao usá-la ele terá seus benefícios. Porém, se ele quiser usar um Arco, ele perderá 1 PV a cada uso, pois a adrenalina com a falta de domínio pode nos machucar. É assim em qualquer arte marcial, não é mesmo? A gente tenta fazer algo sem treino ou domínio e acaba se machucando.

Além da arma de domínio, os jogadores determinam um item pessoal, um berloque, algo que tenha um significado emocional para o personagem. Esse berloque não tem efeitos mecânicos no jogo, porém ajuda a criar profundidade, conexão e contexto à história do personagem.

Compras Iniciais

Cada personagem começa com um orçamento de 1.000 Gills (Moeda do Jogo) para comprar equipamentos necessários par a jornada. Esses itens incluem armas, armaduras, suprimentos de viagem e outros itens úteis. A gestão dos recursos é crucial para a sobrevivência e sucesso na jornada.

Lembre-se que é uma preparação para uma longa jornada e a preparação é essencial para a sobrevivência. Além disso, guardar um pouco de dinheiro para comprar coisas em cidades futuras ou no encontro com outros mercadores também é bom. Lembre-se que há um limite de carga.

Detalhamento do Personagem de Ryuutama

Para adicionar ainda mais profundidade ao personagem, os jogadores ainda devem detalhar aspectos como: Nome, Idade, Gênero, Cor Temática, Aparência, Cidade Natal, Motivo da Jornada e Personalidade. Esses detalhes ajudam a criar personagens envolventes, que os jogadores podem se conectar e desenvolver ao longo da campanha.

Progresso e Evolução em Ryuutama

O progresso dos personagens é medido por pontos de experiência ganhos através de desafios enfrentados. Esses pontos permitem que os personagens evoluam, ganhando novas habilidades e aumentando seus atributos. Geralmente, os personagens atingem o nível máximo após cerca de 12 aventuras, proporcionando uma sensação de crescimento e desenvolvimento contínuo. Porém, essa regra pode variar de Mestre para Mestre.

Mecânicas de Jogo de Ryuutama

O jogo de Ryuutama é muito simples. Os testes usam os atributos Força, Destreza, Inteligência e Espírito como base e sempre são rolados combinações de 2 dados destes 4 Atributos. Cada atributo possui um dado relacionado que vai de d4 a d12, porém o d12 só chega com evolução dos personagens.

Então, basicamente rolam-se sempre dois dados para um teste de ação.

Por exemplo: o personagem quer arrombar uma porta. Ele descreve quer virá correndo e baterá de ombro para tentar abrir a porta. Esse é um teste que usará [FOR] e [DES]. Portanto, o jogador pegará os dados correspondentes. Neste exemplo vamos dizer que é [FOR:6] e [DES:4]. Portanto ele pegará 1d6 e 1d4, e fará a rolagem dos dois dados.

Se o resultado for superior ou igual ao estipulado pelo Mestre, o jogador consegue ter sucesso. Se for inferior ao nível de dificuldade, o jogador terá um fracasso.

Um salto e muitos destinos.

Há ainda a possibilidade de Falha Crítica e de Sucesso Crítico. A Falha Crítica (tirar dois 1s) impacta todos os jogadores, não somente jogador que rolou o dado, deixando um Ponto de Falha na ficha de todos. Esse Ponto de Falha pode ser usado para re-rolar um dado, acrescentar um bônus ou reduzir algum perigo ou dano.

Já o Sucesso Crítico é quando ocorre o número máximo nos dois dados. Dessa forma, algo melhor do que o imaginado acontece. Por exemplo, o personagem consegue subir a árvore, mas encontra outras frutas mais saborosas. Ou o comerciante decide dar, além do desconto, um brinde.

Testes Disputados

Uma outra forma de teste são os testes disputados. Quando o Mestre decide colocar um personagem em confronto com o personagem do jogador, ou até mesmo entre jogadores. Os dois dados da disputa são escolhidos conforme o que farão e ambos rolam os dados dos atributos. Aquele que tiver o número superior vence. Em empate quem chamou a disputa vence.

Regras para viagens em Ryuutama

Viajar e explorar é uma mecânica central em Ryuutama. Dessa forma, as regras de viagem são projetadas para simular os desafios e as maravilhas de explorar o mundo. A cada dia de viagem, os personagens realizam uma série de rolagens para determinar sua condição, navegar pelo terreno e montar acampamento.

Rolagem de Condição

No início de cada dia, os personagens rolam [FOR] + [ESP] para determinar sua condição. A condição reflete o bem-estar físico e mental do personagem e pode influenciar outras rolagens ao longo do dia. Por exemplo, reduzindo Ponto de Vida ou dando bônus em testes.

Rolagem de Viagem

A rolagem de viagem é feita para determinar como os personagens lidam com o terreno e os desafios do dia. Eles rolam [FOR] + [DES], e o resultado é comparado a um Nível de Teste definido pelo Mestre com base na dificuldade do terreno.

Exemplo: O personagem e seu grupo estão atravessando uma floresta densa. O mestre define o nível de desafio como 8. O personagem rola [FOR:4] e [DES:6], obtendo um total de 7. Dessa forma, o grupo enfrenta dificuldades, seu PV é reduzido pela metade, mas continua avançando.

Rolagem de Direção

A rolagem de direção é feita para garantir que os personagens não se percam durante a viagem. Quem faz essa rolagem é o personagem Mapeador, aquele que está responsável pelas direções do grupo. Ele rola [INT]+[INT], e o resultado é comparado ao nível de desafio que o mestre determinou.

Rolagem de Acampamento

No final do dia, os personagens montam acampamento. Eles rolam [DES] + [INT] para determinar a qualidade do acampamento e garantir uma boa noite de descanso. O sucesso da noite de descanso influencia na recuperação de vida e dos pontos de mente. Dessa forma, valorizando o descansar numa longa viagem e mostrando como dormir tranquilo é importante.

Gestão de Recursos

A gestão de recursos é crucial em Ryuutama. Os personagens têm um número limitado de espaços para equipamentos. Assim, itens de sobrevivência, como comida, água e tendas, consomem espaço e devem ser cuidadosamente gerenciados. Além disso, o excesso de carga pode resultar em penalidades.

Por exemplo, é possível ter itens do tamanho 1 (cabe na palma de uma mão), tamanho 3 (carrega com uma mão) ou 5 (carrega com as duas mãos). Vamos dizer que o personagem tem [FOR:6], sendo que a capacidade de carga é [FOR]+3, então este personagem pode carregar um peso de 9.

Uma arma de haste, uma lança, por exemplo, já usa 3. Uma armadura de metal média, usa 5. Assim, esse personagem só pode carregar mais algum item que cabe na palma da mão. Se passar o peso, receberá penalidade de -3 em todos os testes.

Regras de Combate

Sim, podemos encontrar alguns desafios que precisem de combate. Por isso, é importante entender as regras de combate que são um pouco diferentes. O sistema de combate em Ryuutama é inspirado nos RPGs de console, com uma ênfase em táticas e uso criativo do ambiente. O combate é dividido em duas linhas principais: Vanguarda e Retaguarda, tanto para os personagens quanto para os inimigos.

Campo de Batalha de Ryuutama

O Campo de Batalha

O campo de batalha é dividido em duas áreas principais para cada lado: Vanguarda (linha de frente) e Retaguarda (linha de trás). Os personagens e inimigos podem escolher em qual linha começar, e isso afeta suas ações e estratégias durante o combate.

Exemplo da visão que teria no combate em Ryuutama – Final Fantasy 4.

Na estratégia a Vanguarda é ideal para personagens que lutam corpo a corpo. Eles podem atacar inimigos na Vanguarda. Já a Retaguarda é ideal para quem ataca em distância, seja com arma de longo alcance ou magia. Super simples, não?

Depois, se houver espaço vazio na Vanguarda, todos da Retaguarda se tornam automaticamente da Vanguarda. É como se houvesse um avanço no combate.


Interagíveis

Uma coisa que é curiosa em Ryuutama é que no combate podem existir os interagíveis. Esses são objetos no campo de batalha que podem ser usados para obter vantagens táticas. Assim, antes de cada combate, os jogadores e o mestre definem cinco interagíveis (ou dez para batalhas contra chefes) que se encaixam no ambiente do combate.

Por exemplo, ter um carrinho de frutas no meio da cidade, destroços de uma caverna, etc. Para dar cobertura ou algum tipo de vantagem no combate. Uma vez utilizados esses interagíveis são descartados.

O ideal é que no começo de cada combate jogadores e mestres coloquem esses interagíveis juntos! Assim, deixando o combate com um toque de personalidade de todos.

Ações de Combate

Cada personagem pode realizar uma ação por turno, simples assim. As ações possíveis incluem:

  • Mover-se: Mudar de posição entre Vanguarda e Retaguarda.
  • Atacar: Realizar um ataque corpo a corpo ou à distância.
  • Usar Magia: Conjurar um feitiço, consumindo PM.
  • Avaliar: Observar o campo de batalha para ganhar um bônus de iniciativa.
  • Defender: Reduzir o dano recebido e, possivelmente, atrair ataques para si.
  • Usar Itens: Utilizar itens do inventário, como poções de cura.

Um ataque é assim:

Personagem decide atacar e terá que fazer um teste de precisão. Cada arma possui seu teste. Por exemplo, um arco é [INT] + [DES] -2. O resultado do teste confronta ou a iniciativa do inimigo alvo ou seu escudo, aquele que for mais alto.

Se passar no teste de precisão, há a rolagem de dano. Para o arco, por exemplo, será uma rolagem de [DES]. Simples assim. Se houver crítico no teste de precisão, então o dano é dobrado, aqui no Ryuutama significa rolar 2x o Dano.

O dano subtraí os pontos de vida do inimigo e passa-se o turno.

Magias e Habilidades

A magia em Ryuutama é dividida em dois tipos principais: Feitiços Arcanos e Feitiços Sazonais. Cada tipo de magia oferece uma variedade de feitiços que podem ser usados tanto em combate quanto fora dele.

  • Feitiços Arcanos: Os Feitiços Arcanos são magias tradicionais que podem curar, causar dano, criar armadilhas e muito mais. Eles são aprendidos por personagens com o tipo Mágico.
  • Feitiços Sazonais: Os Feitiços Sazonais são magias temáticas baseadas nas estações do ano. Cada personagem mágico escolhe uma estação (Primavera, Verão, Outono, Inverno) e aprende feitiços relacionados a essa estação.

Vou dedicar a escrever um post só sobre as Magias, para não alongar muito aqui. Porém, basicamente é escolher a magia, fazer o teste de magia [INT] + [ESP] e consumir os Pontos de Magia. Com exceção de uma falha crítica, geralmente o resultado é um sucesso.

Estética e Colaboração em Ryuutama

Depois dessa chuva de regras você me pergunta: poxa, mas cadê aquela demonstração de cenário que conta a história da criação que você sempre escreve? Ryuutama não tem isso. Além dos conceitos dos dragões, o grupo é que criará os locais e a história.

Conforme o autor, cada mesa é um ovo que eclodirá com a narrativa de cada um. É como se nascesse um novo mundo a cada mesa e ele não quis limitar. A ideia é que você explore o mundo e encontre o que deseja. Dessa forma, os dragões ajudam a definir o início da aventura, mas só o grupo determinará seu fim.

Por isso, a ideia principal do autor é trazer essa estética de jogo retrô junto com uma estética de mangá e chibi a la Studio Ghibli. Eu particularmente gosto de cenário aberto assim, tem gente que não curte, mas a aventura aqui é bem gostosa, simples e cada dia pode revelar algo novo.

O jogo traz toda uma mecânica de criação de mundo e de cidade, simplificado. Para que os jogadores possam vivenciar o local, sem muita preparação do mestre. Pois todos criam juntos.

Eu, particularmente, adoro questionar os meus jogadores: Ok, o que você encontra aqui? Quem é esse NPC? Qual item você vai encontrar? Dando a eles todo o poder da narrativa. Pois, no fim, é sobre eles, não é mesmo?

Leia mais sobre Magias em Ryuutama aqui. [ em breve ]
Saiba mais sobre o Mestre de Jogo em Ryuutama, o Ryuujin. [ em breve ]
Adquira seu livro com a Editora Huginn & Muninn.